Criaturas e criadores - histórias para noites de terror, Vários autores


25/01/2018
Aline Nascimento

Clássicos do medo reinventados por quatro escritores brasileiros, para noites de sustos, terror e gritos.
Quatro dos mais populares autores contemporâneas brasileiros, Raphael Draccon, Carolina Munhoz, Frini Georgakopoulos e Raphael Montes se uniram para reinventar os contos de terror clássicos. Frankenstein vive, e está numa favela do Rio. Rumores indicam que Drácula pode ser o dono de uma nova e badalada boate. Numa faculdade de artes, há uma lenda que diz que um fantasma ajuda belas jovens a cantar num teatro abandonado. Um mistério ronda a vida de um dentista e pai de família que está prestes a descobrir seu lado mais monstruoso. Quatro clássicos do medo reinventados por quatro escritores brasileiros para noites de sustos, terror e gritos.


Criaturas e  criadores contém quatro contos, e não seria justo analisar esse livro no geral, afinal foram quatro autores nacionais que participaram da criação desse livro. Como são contos vou falar de uma forma muito breve.

O primeiro conto é "A criatura" do autor Raphael Draccon. Frankestein está vivo e reside em uma favela do Rio; na minha opinião o conto mais criativo, Raphael nos transporta para dentro da favela do Rio de Janeiro, apesar de ser um conto de terror confesso que dei algumas risadas perante tanta criatividade.

O segundo conto é "Conde de Ville" da autora Carolina Munhóz, o conto tem como referência Drácula, esse foi o conto que menos me envolveu, de uma forma geral não gostei de como ele foi finalizado, esperava um pouco mais.

Já o terceiro conto "Por trás da máscara" da autora Frini Georgakopoulos foi baseado em O fantasma da ópera o mais longo e o mais envolvente, me peguei torcendo para que Christine (protagonista do conto) tivesse um final feliz. O melhor conto na minha opinião.

O último conto "O sorriso do homem mau" do autor Raphael Montes foi reinventado com base no O médico e o monstro somos envolvidos pela característica do autor, quem já leu alguma obra do autor sabe como Raphael trabalha, é o conto mais sangrento.

De uma forma geral é um livro bom, uma leitura rápida, que cumpre seu papel. Não posso deixar de mencionar essa edição da Record, uma edição muito bonita, ilustrações no começo de cada conto, diagramação confortável e capa dura.

Obsevarções sobre os autores/livro

Raphael Draccon, Carolina Munhoz, Frini Georgakopoulos e Raphael Montes. 
Criaturas e criadores - histórias para noites de terror foi publicado em 2017 pelaEditora Record com um total de 244 páginas. Classificação: 3/5

Comentários via Facebook

11 comentários:

  1. Oi Aline!
    Comprei esse livro recentemente.Achei a proposta de recriar clássicos do terror bem interessante e principalmente com autores que eu gosto bastante.Sem dúvidas o que mais tenho curiosidade em ler é o da Frini porque sou apaixonado pelo Fantasma da Ópera.Acho que mês que vem já pego pra ler.
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Aline.
    Eu não conhecia esse livro ainda. Dois dos autores, o Draccon e a Carolina, eu não sou muito fã da escrita deles. Mas me interessei pelo livro mesmo assim. Pode ser que eu leia ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oie Aline =)

    Ganhei esse livro de presente, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Confesso que não sou muito fã de contos, mas a proposta desse livro em especial me chamou a atenção.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library

    ResponderExcluir
  4. Oi Aline!
    Acho linda a capa desse livro, mas os contos não me chamaram a atenção. :(

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi, Aline

    Por que não me admira que o Raphael tenha escolhido O Médico e o Monstro? Já posso até imaginar os caminhos que ele tomou! Adoro a ousadia dele!
    E fiquei interessada pelo conto da Frini também, já participei de alguns eventos com ela e ela estava bem animada com o conto.

    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Aline!

    Achei bem doido o Raphael Draccon misturar sobrenatural com favela, não imagino como isso pode ter dado certo kkkk mas fiquei curiosa em ler o conto do Raphael Montes e da Frini, foram os que mais me chamaram a atenção!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Aline!
    Eu sempre fico com um pé atrás quando o assunto é releituras, mas parece um livro divertido, embora nenhum dos autores me atraia muito.
    Beijos,
    Alem da Contracapa

    ResponderExcluir
  8. Oi Aline,
    Eu gosto muito da Frini, não li o livro, mas quero conferir por causa dela, mesmo não sendo uma temática muito comum para mim.
    Beijos
    estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi! De todos os autores conheço a Carolina Munhóz e Raphael Montes, eu gosto bastante de contos, mas não sei se leria esse por fugir do gênero que gosto. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  10. Oi Aline, tudo bem?
    Adorei a dica, já quero ler!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  11. Eu trabalhava em uma livraria e desde que ele chegou lá, fiquei doida pra ler! A começar pela capa, que acho linda! Agora deu mais vontade aindaaa!

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir