Time Humanos, Justine Larbalestier e Sarah Rees Brennan


05/10/2017
Brubs.

A história ideal para quem ama ou odeia livros de vampiros. Mel nunca gostou de vampiros. A ideia de se transformar em alguém que não está nem vivo, nem morto lhe dá calafrios. Vampiros perdem a capacidade de sorrir, param de ter sentimentos.... Isso sem falar que durante a transformação, se as coisas derem errado, você se torna um zumbi. E aí eles matam você. É um risco grande demais! Quando a melhor amiga de Mel, Cathy, e Francis Duvaney se apaixonam, a garota fica apavorada. Francis é arrogante, formal, metido a esperto e esplêndido demais. Ora, vivo aquele vampiro não está. E quando começa a suspeitar de que Francis está usando Cathy num plano que não tem nada a ver com amor, Mel passa a dedicar seus dias a desvendar a verdade por trás do vampiro, a fazer sua amiga enxergar que aquele é um amor sem futuro, sem jeito, abominável..., mas talvez, quem sabe, ela esteja sendo um pouco preconceituosa...

Livro cedido em parceria pela editora Galera Record

Time humanos vem nos mostrar que vampiros e humanos podem sim viver em paz. New Whitby, é a cidade dos vampiros. Nessa cidade vampiros e humanos vivem juntos, trabalham juntos. Há uma lei que permiti que ambos vivam em harmonia, existem bancos de sangue para os vampiros. Os vampiros andam na rua durante o dia vestido com uma capa protetora, porque né, sol e vampiros não combinam, mas com essa capa é possível que eles levem um vida normal durante o dia. Os vampiros ficam em um bairro separado, onde a vida noturna é mais movimentada, os vampiros moram em casas com sua família que levam o nome de Shade.

Enfim, é daí que começa a história, Mel e Cathy são amigas desde os 5 anos de idade. Mel é amiga centrada e gosta muitos dos vampiros, já Cathy é trabalhada no romance e ama vampiros. E na escola onde estudam, Francis, um vampiro lindo e charmoso, é matriculado e lógico que Cathy se apaixona por ele. Mel fica com pé atrás, primeiro por ser vampiro, segundo por roubar toda atenção de sua amiga e terceiro por descobrir algo meio estranho que não condiz com a matrícula de Francis na escola. Mas não é só nisso que a história é focada, a história também traz o sumiço do pai de Ana, outra amiga de Mel, será que o caso do sumiço do pai de Ana tem a ver com o porque do Francis estar matriculado na escola? Será que toda essa paixão de Cathy será correspondida pelo Francis? Só vocês lendo para saber.

O que eu achei desse livro, bom, divertido, leve e estranho. Sim, estranho! Com o andar da leitura eu ficava me perguntando se os autores se inspiram em Crepúsculo e The walking dead, porque se você é mordido por um vampiro, você se transformar literalmente em um vampiro, mas se caso der algo errado na transformação você vira um zumbi, tipo: Oi?

Mas não é isso, existe uma lei; New Whitby é uma cidade totalmente segura para esses fins, tem vampiros trabalhando na polícia, na política e em todas as áreas. Para a transformação existem regras que devem ser seguidas, exemplo: só poderá se for maior de 18 anos, caso não seja terá que portar uma autorização dos pais ou responsável. A transformação será feita em um lugar seguro e por vampiros especializados e quando acontecer se a pessoa se tornar zumbi, há uma unidade especializada por isso. Vai tirando! Nessa cidade eles levam a sério essa parada rs.

Então voltando ao que achei, é um livro leve, divertido, bem diferente do tudo que estamos acostumados a ver nesse gênero, tem um final lindo e merecedor. Personagens muito bem descritos e criados. É um livro completo, com começo, meio e fim. A única ressalva foi que encontrei bastante erros de revisão, mas, que não atrapalha a leitura, nada que a editora não possa revisar.

É isso, Time Humanos é um livro que indico a todos, um livro que da pra ler em um dia chuvoso e tedioso.

Obsevarções sobre o autor/livro:

Justine Larbalestier, nasceu e foi criada e Sidney, na Austrália. Como seus pais são antropólogos, sua infância foi pontuada por viagens a partes remotas da Austrália, como pequenos povoados aborígenes no norte do país. Sarah Rees Brennan, nasceu e cresceu na Irlanda pelo mar. Os livros mais freqüentemente encontrados sob sua mesa eram Jane Austen, Margaret Mahy, Anthony Trollope, Robin McKinley e Diana Wynne Jones, e ainda as ama todos hoje. Após a faculdade, ela viveu brevemente em Nova York e, de alguma forma, sobreviveu, apesar do hábito de engatar elevadores em máquinas de bombeiros. Ela começou a trabalhar no The Demon's Lexicon enquanto fazia uma Creative Writing MA e um trabalho de biblioteca em Surrey, Inglaterra. Desde então, ela retornou à Irlanda para escrever e usar como base para futuras aventuras. Time humanos foi publicado aqui no Brasil pela Galera Record em 2017 com um total de 352 páginas. Classificação: 3/5.

Comentários via Facebook

5 comentários:

  1. Gente do céu, existe regras pra se tornar um vampiro! Nunca vi isso na vida hahahhaa já li muita coisa doida sobre vampiro, mas não sobre existir regras, muito menos um lugar onde ambas as espécies interajam e convivam naturalmente. Achei legal a ideia e a proposta do autor, bem diferente e ousada, com certeza leria!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Brubs,
    Eu não conhecia o livro e confesso que não faz muito meu estilo. :(
    Estou fugindo de vampiros ultimamente, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Brubs.
    Eu gostei bastante da capa desse livro. E gostei desse novo mundo onde todo mundo convive. E a história me pareceu ser bem leve e como você disse ideal para ler em um dia tedioso, para passar o tempo mesmo. Se der eu vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi! Estes dias quase comprei o livro, mas fiquei com receio de ser muito clichê. Agora me arrependi e vou tentar ler em breve. Adorei a dica.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Olá Aline,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo, não li quase nada de vampiros e acho que esse eu leria sim....dia anotada....bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir