Parceria Bianca Gulim


16/05/2017
Aline Nascimento

Nesse mês de maio o  Divagando Palavras ganhou mais uma parceira a autora Bianca Gulim que nos presenteou com o livro Sobreviventes do Caos primeiro livro da trilogia 2323, digo que nos presenteou pois já fiz a leitura e com certeza é uma distopia nacional que merece seu reconhecimento, em breve terá resenha aqui no blog. Espero que vocês leitores gostem e aproveitem dessa parceria assim como eu.


Bianca Gulim, tem 27 anos, nasceu e mora em São Paulo. Formada em Administração, com especialização em Recursos Humanos, hoje se dedica totalmente à escrita. Sempre foi leitora voraz de ficção e fantasia, com uma forte tendência a sagas distópicas e vampirescas. Começou a escrever seu primeiro livro – 2323: Sobreviventes do Caos – em 2015, quando descobriu sua vocação para escritora.




Sinopse: Em um mundo distópico, no ano 2323, após ser quase dizimada por um vírus mortal e pela guerra, a raça humana tenta se reestruturar. Com poucos recursos disponíveis, a humanidade encontra-se dividida em grupos que vivem de acordo com regras impostas por seus líderes. 
Celine cresceu nesse ambiente hostil e se tornou líder dos guerreiros de seu povo após a morte de seus pais. Seu grupo se envolve em diversos conflitos e a jovem precisa tomar as decisões que julga corretas para garantir a sobrevivência de seu povo, enquanto se envolve num forte romance, do qual tenta se manter afastada.
Aos poucos, ela descobre mais sobre as pessoas que a cercam e percebe que, quando se trata de lutar pela própria vida, poucos são previsíveis. Só os mais fortes sobrevivem, e os mais fortes normalmente são os mais crueis. Nesse ambiente, o mais difícil é saber quem realmente está ao seu lado e quem é um traidor.
Será Celine capaz de manter sua benevolência frente à tanta violência que a rodeia? Seu coração terá espaço para a paixão, cercado de tanto ódio?
Prepare-se para muita adrenalina e romance nesse primeiro livro da trilogia 2323. Você vai perder o fôlego!

Redes da obra:

Recebidos Belas Letras + Anúncio da gravidez


12/05/2017
Aline Nascimento

Olá corujas, no mês de março anunciei aqui no blog uma novidade a parceria com editora Belas Letras, no final de Abril recebi o kit de boas vindas deles mais dois livros de solicitação que eu tinha escolhido, o kit dos parceiros era o livro de lançamento Mãe sem manual da autora Rita Lisauskas lançamento da editora de Abril, todos os parceiros receberam esse livro mais uma linda garrafa; para quem me acompanha nas minhas redes sociais particulares já sabem da mais nova novidade na minha vida eu estou grávida de 17 semanas, esse é meu primeiro filho ou filha; ou seja, não tinha hora melhor para receber esse livro cheio de dicas (que eu já li claro!) e em breve terá resenha para vocês, aproveitando esse clima de maternidade no ar solicitei o livro A mamãe é rock que traz várias crônicas do dia-a-dia de uma mãe (e adivinhem eu já li também rs) e também solicitei o livro Cozinha para 2 que é um livro cheio lindo, com receitas super práticas que facilitam nossa vida. É um post curto porém cheio de novidades e amor, espero que vocês tenham gostado.



Agradeço a editora pelo envio desses livro, e caso vocês queiram mais assuntos relacionados a maternidade, ou livro que falem do assunto deixa um recadinho nos comentários.

Sorteio: Camiseta literária (Poeme-se)


07/05/2017
Aline Nascimento

Boa noite corujas!
Na última postagem aqui no blog apresentei a loja Poeme-se, uma loja com produtos diferenciados para nós amantes da literatura. Na mesma postagem também contei que em breve teria sorteio de uma camiseta literária que a loja liberou para os leitores aqui do blog; fiquei muito feliz com essa parceria e tenho certeza que vocês também vão amar. A promoção começa hoje; todas as informações estão abaixo.
O ganhador poderá escolher qualquer camiseta no site (desde que esteja disponível), as únicas regras obrigatórias são curtir a fanpage do blog e da loja Poeme-se e morar em território nacional;  porém o sorteio está cheio de chances extras, a promoção começa hoje dia 07/05/2017 e vai até 28/05/2017. Boa sorte!


Site: Poeme-se - Facebook: Poeme-se - Instagram: Vista Poeme-se 

Parceria Poeme-se


02/05/2017
Aline Nascimento

Hoje trago uma super novidade para vocês, o blog Divagando Palavras conseguiu uma parceria com a loja Poeme-se, uma loja on-line que nasceu em 2010 que tem como objetivo espalhar poesia pelo mundo. Eles trabalham com produtos poéticos capazes de unir a beleza da poesia com o mercado da moda e do design. Poeme-se é aquela loja que nós amantes da literatura temos vontade de colocar todos os produtos no carrinho de compras; eles oferecem uma diversidade enorme de produtos entre eles podemos encontrar camisetas literárias (masculino, feminino e infantil), almofadas, botons, canecas, pedras poéticas, capas para celulares entre outros objetos.
Das inúmeras opções que a Poeme-se oferece escolhi uma linha específica de camisetas para mostrar para vocês. As camisetas literárias dos autores Franz Kafka e Jean-Paul Sartre.





Franz Kafka: (1883-1924), escritor tcheco de língua alemã. É considerado um dos principais escritores de literatura moderna. Sua obra retrata as ansiedades e a alienação do homem do século XX.  Romances: O Desaparecido, O Processo, O Castelo; Contos: Na Colônia Penal, Um Médico Rural, Um Artista da Fome, A Grande Muralha da China; Novelas: A Metamorfose (publicada em 1915).

Sartre: (1905-1980) Filósofo existencialista, Sartre se colocava como artista militante. Apoiou inúmeras causas políticas de esquerda. Em um dos momentos mais emblemáticos de sua história, recusou o Nobel de Literatura de 1964. Entre suas obras estão: Os Caminhos da Liberdade; Com a Morte na Alma; A Idade da Razão; As Palavras; A Náusea; O Existencialismo É um Humanismo; O Ser e o Nada. ("O Homem está condenado à liberdade", "A existência precede a essência").


         
Eu amei essa linha Kafka e Sartre, vou deixar todos os links das redes sociais da loja aqui para vocês. E para comemorar o Dia Mundial do Livro que foi no dia 23 de Abril a loja Poeme-se liberou o sorteio de uma camiseta literária para um leitor aqui do blog. O leitor poderá escolher qualquer camiseta desde que esteja disponível na loja, tenho certeza que vocês gostaram muito dessa notícia, ainda essa semana vou liberar o sorteio, aguardem!

Site: Poeme-se - Facebook: Poeme-se - Instagram: Vista Poeme-se 
Camisetas literárias: Kafka - Camisetas literárias: Sartre

Isla e o final feliz, Stephanie Perkins


29/04/2017
Brubs.

Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito.
Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.
Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, com um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.

Como vocês já devem ter percebido os livros da Stephanie Perkins vem sendo muito satisfatório comigo e não iria ser diferente com Isla. Eu simplesmente amei o livro e ainda paguei o mico de derramar lágrimas dentro do trem.

Eu demorei muito para adquirir Isla, simplesmente porque eu estava com preguiça de ler, mas assim que comprei não aguentei esperar por muito tempo e já comecei a ler e Perkins tem o poder de nos levar para Paris, a escrita dessa autora consegue nos fazer vivenciar tudo os que os personagens vivenciam na história, chega arrepiar.

Percebi que o romance de Isla e Josh, foi algo mais real, mais humano. Foi um romance que teve barreiras, foi em minha opinião o romance mais bonito, entre os três livros da autora. Josh conseguiu ser lindo, fofo e bem maduro. Já Isla achei mimada e infantil, mas ficava claro que o casal se somava, o que tornava tudo muito bonito de ver ou melhor de ler.

Os dramas familiares veio para apimentar a relação, dar todo um toque diferente. O final, meu Deus, foi o ponto alto dessa história, a parte mais linda; foi o melhor final de todos os livros.

Ficou claro o amadurecimento da escrita, percebemos o domínio na escrita, sem sombras de dúvidas, Isla e o final feliz foi o melhor livro dentre os outros, porém, Lola e Cricket continuam sendo meus queridinhos.

Se você não leu, leia! Se você curte romances fofinhos e lindinhos leia sem nem pensar, sei que você vai amar.

Observações sobre o autor/livro:

Stephanie Perkins sempre trabalhou com livros, primeiro como vendedora, depois como bibliotecária e agora como romancista. Adora café moca, contos de fadas, música alta, caminhadas na vizinhança, chá de jasmim e tirar sonecas à tarde. E beijar. Stephanie e seu marido moram nas montanhas do norte da Califórnia. Isla e o final feliz foi publicado no Brasil pela Editora Intrínseca em 2015 com um total de 305 páginas. Classificação 5/5.

Boa noite, Pam Gonçalves


23/04/2017
Aline Nascimento

Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.
Que saudade da mágica que fazia minhas roupas aparecerem limpas no meu armário quando eu morava na casa dos meus pais.
Alina encara aquele prédio de tijolinhos (república) na sua frente como um novo recomeço, sua nova casa, novos amigos; ela está trocando uma vida em uma pequena cidade por um curso de Engenharia da Computação em uma cidade grande, tudo que ela quer é deixar para trás aquela Alina que apenas é reconhecida pelos seus métodos acadêmicos e nerds.

O curso escolhido será apenas o primeiros dos desafios que Alina terá que encarar, noventa e cinco por cento do curso é preenchido por homens, Alina terá que conviver com comentários machistas e provar para os alunos e professores que tem capacidade assim como qualquer um da sua sala.

Alina é apresentada há um universo até então desconhecido festas, bebidas, álcool, drogas e abusos verbais e sexuais. Ao seu lado sempre estará seus amigos da república Manu uma garota com energia de sobra para qualquer festa e happy hour estudante de Comunicação, Talita e Bernardo que são namorados e estudantes de Administração e Gustavo estudante de Medicina.

A vida de adulto não é tão fácil assim e vai requerer muita responsabilidade por parte de Alina; porém ao lado de três amigas companheiras do curso elas vão desenvolver um projeto que poderá ajudar meninas que sofrem abusos, elas terão que se impor e mostrar que são capazes de fazer algo para beneficiar a sociedade em geral.

Comecei ler Boa Noite por achar que seria uma leitura rápida e bingo foi sim uma leitura rápida, mas também fui surpreendida com essa trama, tenho certeza que a bagagem de leitora da Pam fez toda diferença nessa narrativa, o livro é cheio de referências de Harry Potter, o projeto Vamos Juntas? e outras; tem uma dinâmica rápida e fluída, são personagens e situações reais, foi meu primeiro contato com algo escrito pela autora e gostei bastante do que encontrei. O livro tem sim romance mas não é o tema principal da trama e aconteceu tudo de forma natural e adequada. Pontos negativos? Poucos! É um livro curto e teve muito temas mencionados porém não tiveram espaço para ser abordados, mas de forma alguma tira o mérito desse livro. Super indico esse livro nacional.

Obsevarções sobre o autor/livro:

Pam Gonçalves nasceu em 1990, mora em Santa Catarina, é escorpiana e formada em Publicidade e Propaganda. Ficou conhecida no meio literário quando criou o blog Garota It, em 2009. Porém desde 2014 se dedica exclusivamente ao seu canal, trazendo novidades do mundo editorial, resenhas de livros, indicações e dicas de como escrever. Boa Noite foi publicado pela editora Galera Record em 2016 com 237 páginas. Classificação 4/5 

O Nome do Vento em 2017 [Primeiras Impressões]


19/04/2017
Aline Nascimento

Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso.
Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O nome do vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano - os lendários demônios que assassinaram sua família.
Quando esses seres do mal reaparecem na cidade, um cronista suspeita de que o misterioso Kote seja o personagem principal de diversas histórias que rondam a região e decide aproximar-se dele para descobrir a verdade. 
Pouco a pouco, a história de Kote vai sendo revelado, assim como sua multifacetada personalidade - notório mago, esmerado ladrão, amante viril, herói salvador, músico magistral, assassino infame. 
Nesta envolvente narrativa, o leitor é transportado para um mundo fantástico, repleto de mitos e seres fabulosos, heróis e vilões, ladrões e trovadores, amor e ódio, paixão e vingança.

Esse projeto #ONomedoVentoem2017 era para ter começado e terminado em Janeiro, porém consegui ler as primeiras 165 páginas dentro do cronograma (postagem aqui), porém como não fiz essa postagem contando minhas primeiras impressões acabei fugindo totalmente das datas e quase três meses depois estou aqui para fazer o primeiro relato. Após liberar essa primeira postagem espero conseguir dar continuidade nesse projeto e conseguir finalizar até Maio, ou seja, ainda terá mais três postagens conforme cronograma inicial porém dessa vez não vou colocar uma data.

Kote é proprietário de uma hospedaria, leva um vida comum e simples; porém um cronista que acaba de entrar em sua humilde estalagem acredita que Kote na verdade é Kvothe uma pessoa que é conhecida por suas habilidades, um lendário, o matador do rei. Kote no começo não aceita as perguntas do cronista, mas enfim decidi que é a hora de revelar a verdadeira história, o seu lado da história, mas tem uma condição o cronista terá que ter disponibilidade para três dias, pois esse será o tempo que Kvothe precisará para contar toda sua história.

E assim começa essa grande jornada, O Nome do Vento - A crônica do Matador do Rei que contém 651 páginas e apenas o primeiro dia. Em uma escrita poética vamos conhecendo os verdadeiros caminhos que Kvothe teve que percorrer. Assim ele começa contar tudo desde sua infância, como sua família era feliz, eles pertencia a uma trupe que levava alegria há varias cidades; como era sua relação com Abenthy (Ben) uma espécie de mentor, um arcanista que lhe trouxe ensinamentos para vida. Porém a vida de Kvothe muda quando sua trupe "esbarra" com os Chandrianos (demônios assassinos que utilizam uma chama azul para cometer o mal).

Assim como o cronista ficamos cada vez mais interessados no relatos de Kvothe, a narrativa vai se alternando entre o passado e o presente, confesso que as narrações do passado são as mais envolventes, em apenas um pouco mais de 100 páginas já conseguimos perceber a grandiosidade que é essa história, Patrick Rothfuss criou um mundo único, uma trama envolvente cheia de elementos fantásticos. Após escrever essa postagem percebo que preciso dar continuidade logo nesse projeto e trazer logo as próximas postagens.