Esqueça o amanhã, Pintip Dunn


22/11/2017
Aline Nascimento

Em uma sociedade onde jovens recebem uma visão de seu futuro quando completam 17 anos, todos têm uma carreira a qual dedicar seus esforços. Um campeão de natação, um renomado cientista, um chef de sucesso... ou, no caso de Callie, uma assassina. Em sua visão, a garota se vê matando a própria irmã. Antes que ela possa entender o que aconteceu, Callie é presa – e a única pessoa capaz de ajudá-la é Logan, uma paixonite de infância com quem não fala há cinco anos. Agora, Callie precisa descobrir uma forma de proteger sua irmã da pior das ameaças: ela mesma.

Livro cedido em parceria pela editora Galera Record

Todos os indivíduos dessa sociedade são identificados pela sua data de nascimento Callie identificada como 28 de outubro está prestes a  completar 17 anos anos e assim receberá sua tão esperada memória do futuro, ao completar 17 anos todos conseguem saber o que acontecerá e qual será seu destino. Callie espera que seja uma grande chefe de cozinha, mas nada será como ela espera, sua memória mostrará que Callie matará sua irmã mais nova, Callie será uma assassina.

Após receber essa memória na AMFu (Agência Memória do Futuro) Callie é presa, dessa forma ela não poderá matar sua querida irmã, afinal o que eles disseminam é que sua memória recebida, ou seja, seu destino é impossível de ser modificado.  Callie aceita a prisão dessa forma ela se manterá longe e protegerá sua irmã dela mesmo. Porém após ser presa Callie começa perceber que algo está errado, será que seus governantes não são tão verdadeiros assim com a sociedade?

Callie terá a oportunidade de descobrir várias segredos e contará com ajuda do Logan seu ex melhor amigo/paixão. E tentará proteger sua irmã; afinal Jessa de apenas 6 anos tem dons o que traz mais preocupação pois todos sabem que ter dons em uma sociedade como essa não é permitido, Logan já perdeu seu irmão para as autoridades por também ter dons, Callie não deseja que Jessa tenha um destino parecido com do irmão de Logan; juntos eles tentarão descobrir os verdadeiros segredos desse governo e manter todos que amam vivos, mas Logan também tem seus segredos afinal ele se manteve afastado de Callie por cinco anos.

Solicitei essa obra para editora por ser uma distopia, afinal é um dos meus "gêneros" preferido, porém tive alguns problemas no decorrer desse livro, infelizmente a leitura não fluía, acho que o principal motivo foi não conseguir ter empatia pelos personagens, literalmente foi uma leitura fria, achei Callie uma personagem fraca, não conseguia identificar nada de bom além do sentimento de proteção com sua irmã, a autora deu muita ênfase para o romance do casal, o que na minha opinião não existia, afinal eles se mantiveram por um bom tempo afastado; desejava que ela tivesse focado nos problemas gerais e mais importantes daquela sociedade e isso não aconteceu, o que achei decepcionante, o livro tem sequências que ainda não foram publicados aqui no Brasil, porém ainda não decidi se darei continuidade nessa história, de qualquer forma fica a indicação de um livro que tem uma premissa bem interessante porém não foi bem desenvolvido.

Obsevarções sobre o autor/livro:

Pintip Dunn, sempre quis ser uma escritora. Com um diploma de Havard em Inglês e Literatura Inglesa, seu sonho nunca esmoreceu. Com um J.D na prestigiada escola de Direito de Yale, onde publicou um artigo sobre o papel dos juízes, ela mora em Maryland com o marido e os filhos. Saiba mais: www.pintipdunn.com. Esqueça o amanhã foi publicado pela Galera Record em 2017 com 383 páginas. Classificação: 3/5

Ferinos - O encantador de corvos #1


14/11/2017
Brubs.

Abandonado pelos pais. Criado por corvos. Caçado pela escuridão. Caw, abandonado pelos pais quando tinha apenas 5 anos, sobrevive sozinho numa cidade governada pelo crime. Mas ele não está desamparado - é o último representante da linhagem dos ferinos de corvos e tem o poder de comandar e conversar com as soturnas aves. Caw vive escondido em um ninho, no alto de uma árvore, no parque da cidade de Blackstone, até que uma fuga na prisão local o força a se revelar aos humanos... E à Lydia, a filha do diretor do presídio. Juntos descobrem que os fugitivos também são ferinos que planejam trazer seu temido líder, o Mestre da Seda, de volta da Terra dos Mortos. Para impedi-los, Caw e Lydia precisam encontrar os ferinos que se escondem pela cidade e convencê-los a mais uma vez lutar pelas forças do bem.

Livro cedido em parceria pela editora Galera Record

Vou ir direto ao que achei do livro.

É isso mesmo, Caw vive sozinho desde os 5 anos, ele é ferino de corvos, ou seja, ele pode falar e controlar os corvos, existem outros ferinos pela cidade de Blackstone. Caw, vivia sozinho com suas aves até se deparar com os fugitivos e com Lydia. Depois disso, Caw descobre tudo o que aconteceu com ele e junto com Lydia e outros ferinos vão tentar salvar a cidade  e fazer com que o Mestre da Seda não retorne.

Quando a Aline me ofereceu esse livro eu aceitei, primeiro porque a capa é linda e segundo porque fiquei curiosa em ver que Caw comunicava-se com corvos. Ao iniciar a leitura me vi presa a história e de queixo caído com a excelente escrita e ideia do autor. Identifiquei-me com a história, onde acabou se tornando uma leitura super rápida. Os personagens foram super bem montados e descritos, cada um teve seus cinco minutos de fama, nenhum personagem ficou esquecido.

Das minhas últimas leituras, esse livro foi o melhor livro que li, teve muita aventura e uma pitada de ação. Ferinos teve seus altos e baixos, em algumas partes confesso que ficava maçante e achava que o autor queria enrolar, também confesso que a linguagem é mais para o público jovem, senti falta de uma pegada mais do mal, uma coisa mais pesada; mas nada que me atrapalhou a leitura ou que me fez gostar menos da história em si.

Pelo que entendi esse é um livro introdutório, ou seja, terá sequência. Porém achei que ele teve uma história completa e que não precisa de continuação, mais vamos esperar pelos próprios capítulos.

Por fim, Ferino é um livro sobrenatural, cheio de encantadores de animais que usam esse poder para o bem e para o mal. Vem mostrar que o maior dos Ferinos, o mais forte nem sempre é o mais experiente. Leiam e surpreendam!

Obsevarções sobre o autor/livro:

Pouco se sabe sobre o misterioso Jacob Grey. Ele diz que vive em uma metrópole dos Estados Unidos, onde caminha a noite sonhando com seus contos obscuros. Tem um profundo amor pelos animais. É o autor de Ferals. Ferinos - O encantador de corvos #1 foi publicado no Brasil pela editora Galera Record no ano de 2017 com um total de 256 páginas.Classificação: 4/5

Amor à moda antiga, Fabrício Carpinejar


10/11/2017
Aline Nascimento

Em seu aniversário de 43 anos, Fabrício Carpinejar ganhou de presente uma velha máquina de escrever Olivetti Lettera 82 verde-esmeralda. Desde esse dia, ele se dedica a escrever nela poemas de amor e a guardá-los como um inventário de seus sentimentos e emoções ao longo de sua carreira. Pela primeira vez, a Belas-Letras publica esses poemas exatamente como os originais foram enviados à editora, em maços de papel despachados pelos Correios, sem nenhum tipo de correção ortográfica, edição ou retoques, inclusive com as próprias anotações à mão feitas pelo próprio Carpinejar. Todos os textos de Amor à Moda Antiga (inclusive este) foram originalmente escritos em máquina de escrever. O resultado é um livro orgânico, singelo e apaixonadamente imperfeito, exatamente como o amor é.
quando o ódio
casa com o amor,
nasce a vingança.  
A escolha de ler o livro Amor à moda antiga foi uma forma de conhecer mais o mundo dos poemas, não tenho muito contato com essa forma de literatura, consigo contar nos dedos quantos livros fiz a leitura, foi uma experiência nova e muito boa, é uma leitura rápida não passou de trinta minutos porém não deixa de ter intensidade nas palavras, assim como os poemas devem ter/ser.

Com um pouco mais de cem páginas Carpinejar nos apresenta poemas com temas diversos, mas principalmente falando dos sentimentos como felicidade, solidão, tristeza, ódio, vingança e principalmente amor. O velho e bom amor à moda antiga, o mais incrível e poder ler o texto na íntegra da mesma forma que o autor enviou para editora, os textos escritos/digitados em uma máquina de escrever, todos os erros e as anotações feitas pelo autor foram mantidos pela editora, o que na minha opinião trouxe mais simplicidade e ao mesmo tempo enriquecimento para obra. Como sempre não posso deixar de falar da edição do livro, a Belas Letras como sempre capricha nas suas edições e com Amor à moda antiga não foi diferente. Fica minha sugestão para quem quer ter em sua cabeceira um ótimo livro de poemas, ou como já estamos em novembro é um ótimo livro para presentear durante as festas de fim de ano. Eu adorei essa leitura, e depois que terminei já peguei o livro várias vezes para reler alguns poemas. Fica minha recomendação!

Obsevarções sobre o autor/livro:

Fabrício Carpinejar, escritor, jornalista e professor universitário, autor de mais de vinte livros, pai de dois filhos, um ouvinte declarado da chuva, um leitor apaixonado do sol. Quando conseguir se definir, deixará ser poeta. Amor à moda antiga é seu primeiro livro pela Belas-Letras foi publicado em 2016 com um total de 105 páginas. Classificação: 4/5.

Resumo: Outubro - 2017


04/11/2017
Aline Nascimento

Fonte: Google Imagens

O resumo do mês de Outubro é totalmente diferente de qualquer resumo que já fiz aqui no blog, não li nenhum livro durante o mês inteiro, consequentemente também não comprei ou recebi nenhum livro, para quem acompanha o blog também percebeu que o blog teve pouquíssimas postagens, para ser mais exata foram apenas três, dessa forma não poderia voltar para o blog e instagram @divagandopalavras sem explicar o que realmente aconteceu, foram exatos vinte e três dias "propositais" sem postagens, para quem me acompanha nas redes sociais pessoais ou lembra dessa postagem aqui sabe que eu estava grávida, estava há espera da minha primeira filha Isabela e dia 23 de Outubro minha princesa nasceu, dessa forma decidi que ficaria alguns dias sem fazer postagens aqui no blog, afinal precisava de um tempo, e posso dizer que a adaptação não é nada fácil, tudo é muito novo, mas já posso dizer que tudo vale a pena. De qualquer forma estou fazendo esse post para dizer que o blog e as redes sociais está voltando com sua programação normal, claro que poderá acontecer de alguns dias o blog ficar sem postagens, mas de qualquer forma vocês já saberão o motivo que agora se chama ISABELA rsrs... Além disso sempre conto com ajuda da Brubs (colunista aqui do blog) que traz várias resenhas, então espero que vocês entendam.

Postagens no blog:
- Parceria: Carol Teles
- Resenha: Time humanos, Justine Larbalestier e Sarah Rees Brennan
- Resenha: Livro da sombras (Coven #1), Cate Tiernan

Beijos!

Livro das sombras (Coven #1), Cate Tiernan


11/10/2017
Brubs.

Da autora da consagrada série Amada Imortal, uma nova trama repleta de magia, paixões e poderes ancestrais.

Morgana Rowlands nunca se imaginou como algo além de uma garota sem graça de 16 anos, ainda mais se comparada à melhor amiga, a linda Bree. Porém, isso está prestes a mudar. Quando Cal, um veterano transferido de outra escola, entra na vida da garota, ela se vê imersa em um novo universo: o rapaz se revela um bruxo à procura de pessoas para montar um coven. Intrigado com a habilidade de Morgana de manipular a energia dos ambientes, Cal logo descobre que ela tem algo especial. Assim como ele.
A ligação entre eles é imediata e impossível de ser desfeita: Cal desperta o poder de Morgana, seu amor e sua magia. Porém, isso gera mais problema para sua vida do que ela imaginara. Bree está perdidamente apaixonada por Cal. Será Morgana capaz de controlar seus sentimentos em prol da amizade ou a conexão entre eles é mais forte do que ela própria?

Esse livro foi um achado em um grupo de sebo do facebook, já tinha visto sobre ele no twitter e em outras redes sociais e por tratar-se de um livro sobre bruxa logo me interessei, pois o assunto sempre chama minha atenção e por incrível que pareça a maioria dos livros com bruxas são livros que não se tornam favoritos, ficam sempre com 4 ou 5 estrelas.

Apesar de o outro livro da autora Amada Imortal não ter sido satisfatório, eu iniciei a leitura desse livro sem grandes expectativas, até porque fazia tempo que o mesmo se encontrava parado na minha estante, ao começar a leitura me deparei com uma leitura rápida e envolvente, com uma narrativa fluida sem tantos detalhes, detalhe que eu amo.

A história é bem isso que está na sinopse, Morgana se acha sem graça, tem uma melhor amiga, Bree. Com a chegada de Cal, acaba conhecendo o mundo Wicca e tudo começa a mudar ao seu redor. É fácil perceber que a vida de Morgana desde então não é nada fácil, ela terá que batalhar com seus pais e até mesmo com sua melhor amiga Bree.

O livro por ser introdutório faz muito bem seu trabalho, confesso que ficou algumas pontas soltas, mas por ser uma série, espero eu que essas pontas sejam fechadas nos próximos livros. Livros esses que fiquei sabendo, grato por um amigo no Twitter, que essa série é composta por mais ou menos 15 livros e que aqui no Brasil foi lançado até o terceiro livro. Misericórdia, para que tanto livro gente!?

E é isso que me fez ficar na dúvida, não sei se vou continuar a ler a série, tenho dois motivos: 1º será que a editora esta disposta a lançar todo esse "mundarel" de livros? 2º será que a autora vai conseguir domar a história ou vai se perder no meio dela? É esses dois pontos que me faz não querer ler as continuações... Acho melhor esperar e ver no que vai dar...

O que mais gostei no livro é o fato de ficar claro que a autora pesquisou sobre o que escreveu, pois a personagem Morgana junto com Bree vão atrás de livros sobre o assunto Wiccano, mostra que teve um estudo por traz. Enfim indico a leitura a todos, pra quem gosta do assunto e para quem esta procurando uma leitura leve. Quero parabenizar a editora, pois amei a capa.

Obsevarções sobre o autor/livro:

Cate Tiernan, nasceu e foi criada em Nova Orleans, cidade que culpa por seu gosto pelo excêntrico e sobrenatural. Curso a Universidade Nova York , onde estudou literatura, redação e russo. Antes de estrear com autora, foi assistente editorial na Random House, trabalhando em livros infantis e juvenis. Mora com o marido e os filhos em Durham, na Carolina do Norte. Livro das sombras (Coven #1) foi publicado aqui no Brasil pela Galera Record em 2015 com um total de 208 páginas. Classificação: 4/5.

Time Humanos, Justine Larbalestier e Sarah Rees Brennan


05/10/2017
Brubs.

A história ideal para quem ama ou odeia livros de vampiros. Mel nunca gostou de vampiros. A ideia de se transformar em alguém que não está nem vivo, nem morto lhe dá calafrios. Vampiros perdem a capacidade de sorrir, param de ter sentimentos.... Isso sem falar que durante a transformação, se as coisas derem errado, você se torna um zumbi. E aí eles matam você. É um risco grande demais! Quando a melhor amiga de Mel, Cathy, e Francis Duvaney se apaixonam, a garota fica apavorada. Francis é arrogante, formal, metido a esperto e esplêndido demais. Ora, vivo aquele vampiro não está. E quando começa a suspeitar de que Francis está usando Cathy num plano que não tem nada a ver com amor, Mel passa a dedicar seus dias a desvendar a verdade por trás do vampiro, a fazer sua amiga enxergar que aquele é um amor sem futuro, sem jeito, abominável..., mas talvez, quem sabe, ela esteja sendo um pouco preconceituosa...

Livro cedido em parceria pela editora Galera Record

Time humanos vem nos mostrar que vampiros e humanos podem sim viver em paz. New Whitby, é a cidade dos vampiros. Nessa cidade vampiros e humanos vivem juntos, trabalham juntos. Há uma lei que permiti que ambos vivam em harmonia, existem bancos de sangue para os vampiros. Os vampiros andam na rua durante o dia vestido com uma capa protetora, porque né, sol e vampiros não combinam, mas com essa capa é possível que eles levem um vida normal durante o dia. Os vampiros ficam em um bairro separado, onde a vida noturna é mais movimentada, os vampiros moram em casas com sua família que levam o nome de Shade.

Enfim, é daí que começa a história, Mel e Cathy são amigas desde os 5 anos de idade. Mel é amiga centrada e gosta muitos dos vampiros, já Cathy é trabalhada no romance e ama vampiros. E na escola onde estudam, Francis, um vampiro lindo e charmoso, é matriculado e lógico que Cathy se apaixona por ele. Mel fica com pé atrás, primeiro por ser vampiro, segundo por roubar toda atenção de sua amiga e terceiro por descobrir algo meio estranho que não condiz com a matrícula de Francis na escola. Mas não é só nisso que a história é focada, a história também traz o sumiço do pai de Ana, outra amiga de Mel, será que o caso do sumiço do pai de Ana tem a ver com o porque do Francis estar matriculado na escola? Será que toda essa paixão de Cathy será correspondida pelo Francis? Só vocês lendo para saber.

O que eu achei desse livro, bom, divertido, leve e estranho. Sim, estranho! Com o andar da leitura eu ficava me perguntando se os autores se inspiram em Crepúsculo e The walking dead, porque se você é mordido por um vampiro, você se transformar literalmente em um vampiro, mas se caso der algo errado na transformação você vira um zumbi, tipo: Oi?

Mas não é isso, existe uma lei; New Whitby é uma cidade totalmente segura para esses fins, tem vampiros trabalhando na polícia, na política e em todas as áreas. Para a transformação existem regras que devem ser seguidas, exemplo: só poderá se for maior de 18 anos, caso não seja terá que portar uma autorização dos pais ou responsável. A transformação será feita em um lugar seguro e por vampiros especializados e quando acontecer se a pessoa se tornar zumbi, há uma unidade especializada por isso. Vai tirando! Nessa cidade eles levam a sério essa parada rs.

Então voltando ao que achei, é um livro leve, divertido, bem diferente do tudo que estamos acostumados a ver nesse gênero, tem um final lindo e merecedor. Personagens muito bem descritos e criados. É um livro completo, com começo, meio e fim. A única ressalva foi que encontrei bastante erros de revisão, mas, que não atrapalha a leitura, nada que a editora não possa revisar.

É isso, Time Humanos é um livro que indico a todos, um livro que da pra ler em um dia chuvoso e tedioso.

Obsevarções sobre o autor/livro:

Justine Larbalestier, nasceu e foi criada e Sidney, na Austrália. Como seus pais são antropólogos, sua infância foi pontuada por viagens a partes remotas da Austrália, como pequenos povoados aborígenes no norte do país. Sarah Rees Brennan, nasceu e cresceu na Irlanda pelo mar. Os livros mais freqüentemente encontrados sob sua mesa eram Jane Austen, Margaret Mahy, Anthony Trollope, Robin McKinley e Diana Wynne Jones, e ainda as ama todos hoje. Após a faculdade, ela viveu brevemente em Nova York e, de alguma forma, sobreviveu, apesar do hábito de engatar elevadores em máquinas de bombeiros. Ela começou a trabalhar no The Demon's Lexicon enquanto fazia uma Creative Writing MA e um trabalho de biblioteca em Surrey, Inglaterra. Desde então, ela retornou à Irlanda para escrever e usar como base para futuras aventuras. Time humanos foi publicado aqui no Brasil pela Galera Record em 2017 com um total de 352 páginas. Classificação: 3/5.

Parceria: Carol Teles


01/10/2017
Aline Nascimento

Olá corujas, hoje a postagem é mais uma vez especial, o DP ganhou mais uma parceria, dessa vez com a autora e blogueira do blog Irreparável Carol Teles, como já mencionei diversas vezes tenho prazer em fazer parcerias com autores nacionais, afinal o ano de 2017 já me apresentou autores nacionais incríveis. A autora entrou em contato por e-mail através de uma indicação de outra autora o que me deixou bem feliz, apresentou-me a proposta/sinopse do seu livro e eu fiquei bem interessada em realizar a leitura, acredito que encaixa-se perfeitamente no perfil do blog. Em breve farei a leitura e trago a resenha dessa obra para vocês, enquanto isso vamos conhecer um pouco mais da autora e do livro Improváveis Deslizes.

Carol Teles, nascida em Maceió, sempre soube que seu universo pessoal estaria relacionado aos livros. Assim, tentou, primeiro, exercer a profissão de professora, que não deu muito certo, passando, então, para a de bibliotecária e, atualmente, para a de agente de saúde, além de ser mãe, blogueira e escritora. Leitora compulsiva, tem mais livros em casa do que roupas no armário. Apaixonada por Tolkien e D’Avenia, aprendeu a ser uma boa observadora das pessoas e de fatos da vida. Foi assim que começou a escrever textos pequenos, na escola, até que, de acordo com ela, do nada lhe surgiu uma ideia, a qual logo vislumbrou que culminaria em um livro. Juntou essa intuição à sua segunda grande paixão artística, a música, criando A Mais Bela Melodia.

Sinopse: Depois da trágica morte de sua irmã, Noah descobriu o que era culpa e ódio. Passou anos arquitetando como reparar o maior de seus deslizes, numa busca incessante que custaria a sua humanidade, e talvez a própria vida.
Em meio a descobertas perigosas, jogos políticos sádicos e um leque de problemáticas relações familiares, o homem solitário tenta encontrar paz em meio a vingança, ignorando as pessoas que gostam dele, mas acolhendo qualquer um que possa vir a ser útil para seus planos. O que ele não esperava, era que as pessoas que viriam a ser úteis para seus planos, pudessem ser as mesmas que gostavam dele.
Sombrio, misterioso e com a narrativa caótica das mesas de poker, Improváveis Deslizes mostra ao leitor que nem sempre é possível procurar por monstros sem se tornar um no caminho. E que mesmo o mais lógico dos nossos erros, podem ser simplesmente improváveis deslizes.
Gênero: Romance/Suspense

Redes sociais:
Instagram: @caroltelesbispo
Twitter: @mundirreparavel

Para adquirir os livros da autora:
A mais bela melodia