Livro das sombras (Coven #1), Cate Tiernan


11/10/2017
Brubs.

Da autora da consagrada série Amada Imortal, uma nova trama repleta de magia, paixões e poderes ancestrais.

Morgana Rowlands nunca se imaginou como algo além de uma garota sem graça de 16 anos, ainda mais se comparada à melhor amiga, a linda Bree. Porém, isso está prestes a mudar. Quando Cal, um veterano transferido de outra escola, entra na vida da garota, ela se vê imersa em um novo universo: o rapaz se revela um bruxo à procura de pessoas para montar um coven. Intrigado com a habilidade de Morgana de manipular a energia dos ambientes, Cal logo descobre que ela tem algo especial. Assim como ele.
A ligação entre eles é imediata e impossível de ser desfeita: Cal desperta o poder de Morgana, seu amor e sua magia. Porém, isso gera mais problema para sua vida do que ela imaginara. Bree está perdidamente apaixonada por Cal. Será Morgana capaz de controlar seus sentimentos em prol da amizade ou a conexão entre eles é mais forte do que ela própria?

Esse livro foi um achado em um grupo de sebo do facebook, já tinha visto sobre ele no twitter e em outras redes sociais e por tratar-se de um livro sobre bruxa logo me interessei, pois o assunto sempre chama minha atenção e por incrível que pareça a maioria dos livros com bruxas são livros que não se tornam favoritos, ficam sempre com 4 ou 5 estrelas.

Apesar de o outro livro da autora Amada Imortal não ter sido satisfatório, eu iniciei a leitura desse livro sem grandes expectativas, até porque fazia tempo que o mesmo se encontrava parado na minha estante, ao começar a leitura me deparei com uma leitura rápida e envolvente, com uma narrativa fluida sem tantos detalhes, detalhe que eu amo.

A história é bem isso que está na sinopse, Morgana se acha sem graça, tem uma melhor amiga, Bree. Com a chegada de Cal, acaba conhecendo o mundo Wicca e tudo começa a mudar ao seu redor. É fácil perceber que a vida de Morgana desde então não é nada fácil, ela terá que batalhar com seus pais e até mesmo com sua melhor amiga Bree.

O livro por ser introdutório faz muito bem seu trabalho, confesso que ficou algumas pontas soltas, mas por ser uma série, espero eu que essas pontas sejam fechadas nos próximos livros. Livros esses que fiquei sabendo, grato por um amigo no Twitter, que essa série é composta por mais ou menos 15 livros e que aqui no Brasil foi lançado até o terceiro livro. Misericórdia, para que tanto livro gente!?

E é isso que me fez ficar na dúvida, não sei se vou continuar a ler a série, tenho dois motivos: 1º será que a editora esta disposta a lançar todo esse "mundarel" de livros? 2º será que a autora vai conseguir domar a história ou vai se perder no meio dela? É esses dois pontos que me faz não querer ler as continuações... Acho melhor esperar e ver no que vai dar...

O que mais gostei no livro é o fato de ficar claro que a autora pesquisou sobre o que escreveu, pois a personagem Morgana junto com Bree vão atrás de livros sobre o assunto Wiccano, mostra que teve um estudo por traz. Enfim indico a leitura a todos, pra quem gosta do assunto e para quem esta procurando uma leitura leve. Quero parabenizar a editora, pois amei a capa.

Obsevarções sobre o autor/livro:

Cate Tiernan, nasceu e foi criada em Nova Orleans, cidade que culpa por seu gosto pelo excêntrico e sobrenatural. Curso a Universidade Nova York , onde estudou literatura, redação e russo. Antes de estrear com autora, foi assistente editorial na Random House, trabalhando em livros infantis e juvenis. Mora com o marido e os filhos em Durham, na Carolina do Norte. Livro das sombras (Coven #1) foi publicado aqui no Brasil pela Galera Record em 2015 com um total de 208 páginas. Classificação: 4/5.

Time Humanos, Justine Larbalestier e Sarah Rees Brennan


05/10/2017
Brubs.

A história ideal para quem ama ou odeia livros de vampiros. Mel nunca gostou de vampiros. A ideia de se transformar em alguém que não está nem vivo, nem morto lhe dá calafrios. Vampiros perdem a capacidade de sorrir, param de ter sentimentos.... Isso sem falar que durante a transformação, se as coisas derem errado, você se torna um zumbi. E aí eles matam você. É um risco grande demais! Quando a melhor amiga de Mel, Cathy, e Francis Duvaney se apaixonam, a garota fica apavorada. Francis é arrogante, formal, metido a esperto e esplêndido demais. Ora, vivo aquele vampiro não está. E quando começa a suspeitar de que Francis está usando Cathy num plano que não tem nada a ver com amor, Mel passa a dedicar seus dias a desvendar a verdade por trás do vampiro, a fazer sua amiga enxergar que aquele é um amor sem futuro, sem jeito, abominável..., mas talvez, quem sabe, ela esteja sendo um pouco preconceituosa...

Livro cedido em parceria pela editora Galera Record

Time humanos vem nos mostrar que vampiros e humanos podem sim viver em paz. New Whitby, é a cidade dos vampiros. Nessa cidade vampiros e humanos vivem juntos, trabalham juntos. Há uma lei que permiti que ambos vivam em harmonia, existem bancos de sangue para os vampiros. Os vampiros andam na rua durante o dia vestido com uma capa protetora, porque né, sol e vampiros não combinam, mas com essa capa é possível que eles levem um vida normal durante o dia. Os vampiros ficam em um bairro separado, onde a vida noturna é mais movimentada, os vampiros moram em casas com sua família que levam o nome de Shade.

Enfim, é daí que começa a história, Mel e Cathy são amigas desde os 5 anos de idade. Mel é amiga centrada e gosta muitos dos vampiros, já Cathy é trabalhada no romance e ama vampiros. E na escola onde estudam, Francis, um vampiro lindo e charmoso, é matriculado e lógico que Cathy se apaixona por ele. Mel fica com pé atrás, primeiro por ser vampiro, segundo por roubar toda atenção de sua amiga e terceiro por descobrir algo meio estranho que não condiz com a matrícula de Francis na escola. Mas não é só nisso que a história é focada, a história também traz o sumiço do pai de Ana, outra amiga de Mel, será que o caso do sumiço do pai de Ana tem a ver com o porque do Francis estar matriculado na escola? Será que toda essa paixão de Cathy será correspondida pelo Francis? Só vocês lendo para saber.

O que eu achei desse livro, bom, divertido, leve e estranho. Sim, estranho! Com o andar da leitura eu ficava me perguntando se os autores se inspiram em Crepúsculo e The walking dead, porque se você é mordido por um vampiro, você se transformar literalmente em um vampiro, mas se caso der algo errado na transformação você vira um zumbi, tipo: Oi?

Mas não é isso, existe uma lei; New Whitby é uma cidade totalmente segura para esses fins, tem vampiros trabalhando na polícia, na política e em todas as áreas. Para a transformação existem regras que devem ser seguidas, exemplo: só poderá se for maior de 18 anos, caso não seja terá que portar uma autorização dos pais ou responsável. A transformação será feita em um lugar seguro e por vampiros especializados e quando acontecer se a pessoa se tornar zumbi, há uma unidade especializada por isso. Vai tirando! Nessa cidade eles levam a sério essa parada rs.

Então voltando ao que achei, é um livro leve, divertido, bem diferente do tudo que estamos acostumados a ver nesse gênero, tem um final lindo e merecedor. Personagens muito bem descritos e criados. É um livro completo, com começo, meio e fim. A única ressalva foi que encontrei bastante erros de revisão, mas, que não atrapalha a leitura, nada que a editora não possa revisar.

É isso, Time Humanos é um livro que indico a todos, um livro que da pra ler em um dia chuvoso e tedioso.

Obsevarções sobre o autor/livro:

Justine Larbalestier, nasceu e foi criada e Sidney, na Austrália. Como seus pais são antropólogos, sua infância foi pontuada por viagens a partes remotas da Austrália, como pequenos povoados aborígenes no norte do país. Sarah Rees Brennan, nasceu e cresceu na Irlanda pelo mar. Os livros mais freqüentemente encontrados sob sua mesa eram Jane Austen, Margaret Mahy, Anthony Trollope, Robin McKinley e Diana Wynne Jones, e ainda as ama todos hoje. Após a faculdade, ela viveu brevemente em Nova York e, de alguma forma, sobreviveu, apesar do hábito de engatar elevadores em máquinas de bombeiros. Ela começou a trabalhar no The Demon's Lexicon enquanto fazia uma Creative Writing MA e um trabalho de biblioteca em Surrey, Inglaterra. Desde então, ela retornou à Irlanda para escrever e usar como base para futuras aventuras. Time humanos foi publicado aqui no Brasil pela Galera Record em 2017 com um total de 352 páginas. Classificação: 3/5.

Parceria: Carol Teles


01/10/2017
Aline Nascimento

Olá corujas, hoje a postagem é mais uma vez especial, o DP ganhou mais uma parceria, dessa vez com a autora e blogueira do blog Irreparável Carol Teles, como já mencionei diversas vezes tenho prazer em fazer parcerias com autores nacionais, afinal o ano de 2017 já me apresentou autores nacionais incríveis. A autora entrou em contato por e-mail através de uma indicação de outra autora o que me deixou bem feliz, apresentou-me a proposta/sinopse do seu livro e eu fiquei bem interessada em realizar a leitura, acredito que encaixa-se perfeitamente no perfil do blog. Em breve farei a leitura e trago a resenha dessa obra para vocês, enquanto isso vamos conhecer um pouco mais da autora e do livro Improváveis Deslizes.

Carol Teles, nascida em Maceió, sempre soube que seu universo pessoal estaria relacionado aos livros. Assim, tentou, primeiro, exercer a profissão de professora, que não deu muito certo, passando, então, para a de bibliotecária e, atualmente, para a de agente de saúde, além de ser mãe, blogueira e escritora. Leitora compulsiva, tem mais livros em casa do que roupas no armário. Apaixonada por Tolkien e D’Avenia, aprendeu a ser uma boa observadora das pessoas e de fatos da vida. Foi assim que começou a escrever textos pequenos, na escola, até que, de acordo com ela, do nada lhe surgiu uma ideia, a qual logo vislumbrou que culminaria em um livro. Juntou essa intuição à sua segunda grande paixão artística, a música, criando A Mais Bela Melodia.

Sinopse: Depois da trágica morte de sua irmã, Noah descobriu o que era culpa e ódio. Passou anos arquitetando como reparar o maior de seus deslizes, numa busca incessante que custaria a sua humanidade, e talvez a própria vida.
Em meio a descobertas perigosas, jogos políticos sádicos e um leque de problemáticas relações familiares, o homem solitário tenta encontrar paz em meio a vingança, ignorando as pessoas que gostam dele, mas acolhendo qualquer um que possa vir a ser útil para seus planos. O que ele não esperava, era que as pessoas que viriam a ser úteis para seus planos, pudessem ser as mesmas que gostavam dele.
Sombrio, misterioso e com a narrativa caótica das mesas de poker, Improváveis Deslizes mostra ao leitor que nem sempre é possível procurar por monstros sem se tornar um no caminho. E que mesmo o mais lógico dos nossos erros, podem ser simplesmente improváveis deslizes.
Gênero: Romance/Suspense

Redes sociais:
Instagram: @caroltelesbispo
Twitter: @mundirreparavel

Para adquirir os livros da autora:
A mais bela melodia

Os quatro cavaleiros, Veronica Rossi


28/09/2017
Aline Nascimento

O que você faria se descobrisse que se tornou um dos Cavaleiros do Apocalipse? Da mesma autora da Trilogia Never Sky. Nada além da morte pode impedir Gideon Blake de conquistar seu objetivo de se tornar um soldado americano. Bem, o problema é que ele morreu. Por algum tempo. Enquanto se recupera do acidente que deveria ter sido fatal, Gideon nota que seus ferimentos estão cicatrizando muito rapidamente. É um milagre. Se você considerar um milagre o fato de se tornar um dos quatro cavaleiros do Apocalipse. Gideon é Guerra. E ele precisa se unir aos outros cavaleiros, Fome, Morte e Peste, para, juntos, proteger uma chave que a Ordem quer ter em mãos para abrir as portas de um reino infernal na Terra, ameaçando escravizar todos os humanos.


Livro cedido em parceria pela editora Galera Record

Gideon Blake é um soldado do exército norte-americano, porém após um acidente que deveria ter sido fatal ou será que foi fatal? Os médicos não tinham esperança que aquele soldado voltasse para suas atividades; afinal sua recuperação levaria meses, anos. Porém para surpresa de todos em apenas alguns dias Gideon está recuperado; nada explica esse milagre ao não ser um bracelete em seu pulso que não sai de forma alguma. 

Daryn uma garota que aparece do nada poderá lhe dar algumas respostas, mas será que Gideon poderá realmente confiar em uma desconhecida, Gideon não encontra outra opção ao não ser seguir Daryn, porém suas respostas nunca são completas. Nas poucas informações que ela lhe permite saber ela informa que Gideon agora é um dos quatro cavaleiros do Apocalipse, Gideon é Guerra, e para completar a missão ele deverá encontrar os outros três cavaleiros Fome, Morte e Peste para que assim possam proteger uma chave, antes que a Ordem coloque as mãos nela. A Ordem foi criada na Batalha pelo Paraíso, eles eram servos de Lúcifer, porém quando Lúcifer perde a batalha seus discípulos o deixam e tornam-se desertores, assim nascia a nova Ordem.

Porém a batalha para Gideon começa bem antes de ele encontrar os membros da Ordem, ele terá que encontrar Sebastian, Marcus e Jode os outros três cavaleiros, não será nada fácil trabalhar ao lado deles, afinal cada um tem sua característica e sua personalidade marcante. Eles terão que aprender domar seus cavalos, suas armas e suas rebeldias; para que assim possam proteger a Terra da Ordem que tem como objetivo abrir as portas de um reino infernal para escravizar todos os humanos.

Confesso que solicitei o livro para Galera Record por causa da capa, e para minha surpresa o livro me envolveu muito, apesar de ter como base os cavaleiros do Apocalipse uma história mitológica, o livro é cheio de ação, lutas e desafios, o que torna a narrativa envolvente e instigante. As batalhas são muito bem descritas e construídas, com certeza é o ponto alta dessa trama. Esse é o primeiro livro da série Riders e com certeza indico para quem gosta de uma boa fantasia; a continuação ainda não tem data prevista de lançamento aqui no Brasil.

Obsevarções sobre o autor/livro:

Veronica Rossi, é autora da série best-seller do New York Times Sob o céu do nunca. Os quatro cavaleiros é seu quarto livro para jovens. Veronica vive em São Francisco com seu marido e seus filhos. Você pode encontrá-la em www.veronicarossi.com. Os quatro cavaleiros foi publicado pela Galera Record em 2017 com um total de 348 páginas. Classificação: 4/5.

Disputa Literária: Aline X Brubs [Outubro/2017]


25/09/2017
Aline Nascimento


Olá corujas, no mês de Outubro, nós (Aline e Bruna) estamos de volta com nosso projeto Disputa Literária, como vocês já sabem escolhemos quatro livros, eu dois e a Brubs dois, e vocês tem o poder de escolher qual livro vamos ler em Outubro (apenas um entre os quatro), o livro mais votado será lido pelas duas e terá resenha dupla aqui no blog, vocês não saberão qual foi os livros escolhidos por cada uma, vamos divulgar apenas com o resultado, ou seja, escolham aquele livro que vocês realmente querem ver a resenha por aqui...
Lembrando que na última disputa o livro escolhido mais uma vez foi da Brubs, ou seja, o placar está 2 Brubs X 0 Aline. Contamos muito com os votos de vocês, e é super rápido.

A votação encerra dia 30/09.



VOTAÇÃO ENCERRADA

Gráfico de respostas do Formulários Google. Título da pergunta: Qual livro devemos ler?. Número de respostas: 6 respostas.

Livros escolhidos pela Brubs: 
- Belinda & Em;
- O ódio que você semeia.

Livros escolhidos pela Aline:
- Confesse;
- Ninguém nasce herói.

O livro escolhido por vocês com 50% foi Confesse da autora Colleen Hoover; esse será o livro lido e resenhado aqui no blog. Obrigada a todos pela participação. Beijos!

Resumo: Agosto - 2017


22/09/2017
Aline Nascimento

Olá pessoal, vou voltar com as postagens de resumo do mês aqui no blog, lembrando que sempre mostro os livros que recebo/compro e estou fazendo a leitura lá no stories do instagram @divagandopalavras, caso não siga ainda segue o DP por lá e acompanhe tudo praticamente em tempo real ;)

Fonte: Google Imagens

Book Haul:
- Admirável mundo novo, Aldous Huxley (Sebo)
- O morro dos ventos uivantes, Emily Brontë (Sebo)
- Outra volta do parafuso, Henry James (Sebo)
- O quinze, Rachel Queiroz (Compra) 
- Capitães da areia, Jorge Amado (Compra)
- Ninguém nasce herói, Eric Novello (Compra)
- 1001 livros para ler antes de morrer, Peter Boxall (Compra)
- A revoada (O enterro do diabo), Gabriel G. Marquez (Compra)

Leituras realizadas:
- Os quatro cavaleiros, Veronica Rossi 
- Dom Casmurro, Machado de Assis
- A revoada (O enterro do diabo), Gabriel G. Marquez
- Antes de casar, Bárbara Machado
- Nimona, Noelle Stevenson

Postagens no blog:
- Resenha: Anatomia de um excluído, Andrea Portes
- Resenha: Cozinha para 2, Carol Thomé e Duca Mendes
- Resenha + Sorteio: Antes de casar, Bárbara Machado
- Resenha: Entrecontos 1, Ju Lund
- Resenha + Sorteio: Papai comédia, Fernando Strombeck

Esse mês resolvi acrescentar também as postagens que foram feitas durante o mês, assim caso vocês queiram conferir algo que perderam fica mais fácil, espero que gostem que o resumo do mês está de volta ;) Beijos.

Disputa Literária: À primeira vista, David Levithan & Nina Lacour


18/09/2017
Aline Nascimento

Olá corujas!
No mês de agosto retornamos com o projeto Disputa Literáriaque consistia em vocês escolherem um livro para nós duas (Aline e Brubs) ler e resenhar aqui no blog, nós escolhemos quatro livro para vocês votarem e mais uma vez o livro escolhido por vocês foi da Brubs À primeira vista - David Levithan e Nina Lacour, ou seja,  2x0 para Brubs; dessa forma segue resenha abaixo, em breve vamos liberar uma nova disputa ;)

Mark e Kate são da mesma turma de cálculo, mas nunca trocaram uma única palavra. Fora da escola, seus caminhos nunca se cruzaram... Até uma noite, em meio à semana do orgulho gay de São Francisco. Mark, apaixonado pelo melhor amigo — que pode ou não se sentir do mesmo jeito —, aceita o desafio que mudará sua vida. E sobe no balcão do bar em um concurso de dança um pouco diferente... Na plateia, Kate, fugindo da garota que ela ama a distância por meses e confusa por não se sentir mais em sintonia com as próprias amigas, se encanta pela coragem e entrega do rapaz. E decide: eles vão ser amigos. Em meio a festas exclusivas, fotógrafos famosos, exposições em galerias hypadas, essa ligação se torna cada vez mais forte. E Mark e Kate logo descobrem que, em muito pouco tempo, conhecem um ao outro melhor que qualquer pessoa. Uma história comovente sobre navegar as alegrias e tristezas do primeiro amor... uma verdade de cada vez.
Afinal quem nos conhece de verdade? O melhor amigo? A cara-metade? Ou um estranho na noite?

Esqueça amor “à primeira vista”. Esta é uma história de amizade “à primeira vista”... ou quase.
Esconder e negar e sentir medo não é jeito de tratar o amor. O amor exige coragem. Não importa a ocasião, o amor espera que nos ergamos [...]
Livro cedido em parceria pela editora Galera Record

Brubs: 
Sou suspeita para falar dos livros do Levithan, pois todos que li gostei muito e não foi ao contrário com esse. À primeira vista é um livro de descobrimento, de aceitação, pelo menos foi o que senti com essa leitura, personagens homossexuais, que vivem na dúvida, adolescentes que faltam aceitação, que tem medo dos que os outros vão pensar. Levithan tem o dom de conseguir transparecer nas palavras todas essas dúvidas e sentimentos, sentimos na pele os personagens.
O livro é narrado em primeira pessoa, sendo com os capítulos intercalados entre Mark e Kate. Ambos estão terminando o ensino médio. Mark tem uma paixão pelo seu melhor amigo Ryan. Kate é melhor amiga de Lehna, porém quer muito conhecer Violet prima de Lehna. A vida de Mark e Kate se cruzam e por sofrerem do mesmo sentimento ambos se tornam melhores amigos e um acaba ajudando o outro. Não vou me adentrar muito, pois tem a resenha da Aline também... Só posso dizer que é um livro lindo, com uma bela lição de amizade e autoconfiança. Levithan é um dos meus autores favoritos, então sou muito suspeita para falar qualquer coisa. Mas esse livro, entre todos que já li dele, foi o melhor depois de Will e Will. 
Se gosta desse tipo de leitura, ou quer começar ter o hábito da leitura, esse livro é um ótima pedida. É um livro que consegue ser juvenil, fofo, que fala de preconceitos e medos e por fim deixa uma grande lição. Super indico! Classificação: 3/5.

Aline:
Apesar de mais uma vez o livro escolhido por vocês não ter sido escolha minha rsrs, confesso que fiquei muito feliz em ter a oportunidade de ler À primeira vista, primeiro por ser um livro que tem como co-autor o David Levithan, nunca tinha lido nada do autor apesar de já ter recebido várias indicações, e outro motivo foi a temática, também nunca tinha lido nenhum livro com personagens homossexuais, além dessas observações o livro traz romances, descobertas e aceitações, mas o principal foco é a relação de uma amizade à primeira vista; estava participando de uma maratona literária e esse livro foi minha primeira leitura durante aquele período, realizei a leitura em um dia e meio, toda trama é desenvolvida em um período de uma semana o que torna uma leitura leve, fácil e rápida; apesar de todas essas características superficiais e muito fácil cativar-se por Mark e Kate e todos personagens secundários. Conseguimos compreender os dilemas daqueles adolescentes e torcer para que eles escolham e encontrem o caminho certo. Conseguimos entender os reais anseios e aflições pelo qual os dois estão passando. Terminei À primeira vista com um gostinho de quero mais, quero sim ler outras obras dos autores, e ter a oportunidade de conhecer mais personagens tão reais assim como Mark e Kate. Classificação: 4/5.

Obsevarções sobre o autor/livro:

David Levithan, é autor de Dois Garotos se Beijando, Will & Will (em coautoria com John Green), Todo dia e outros best-sellers do Ner York Times. Nina Lacour, é a premiada autora de Hold Still, The Disenchantments e Everything Leads to you. À primeira vista foi publicado pela Galera Record em 2017 com 292 páginas.